Festas, compras, encontros e desencontrosAproximando o foco

Festas, compras, encontros e desencontros Aproximando o foco

Um nome feio…

Vaca é, na verdade, o animal que nos fornece o leite. Mas quando usada para designar uma mulher, a palavra é muito agressiva e tem um significado depreciativo. Conheça algumas opiniões a esse respeito nos vídeos a seguir.

  • Eu chamo, sim (Mara)
    show/hide text

    Mara: Chamaria com facilidade esse nome!

    Vivian: Em que ocasião?

    Mara: Ah, se eu… estando aborrecida com ela chamaria até m… mais que isso! Ninguém gosta de ser chamada  “vaca”, não é? Então, pra ofender… é uma ofensa.

    show/hide text

    Mara: I would easily call someone that!

    Vivian: In what situation?

    Mara: Well if I... being mad at her I would call her even more than that! No one likes to be called “vaca”, right? So, to insult... it’s an insult.

  • Eu não chamo, não (Marcílio)

    Termos úteis

    Contrasenso: incoerência.

    show/hide text

    Marcílio: Eu acho que seria uma… um contrasenso da minha parte… é… comparar algo tão delicado como uma mulher, né, com um animal assim tão pesado né, tão sem apelativos estéticos como a vaca, né?

    show/hide text

    Marcílio: I think it would be... a contradiction on my part... to compare something as delicate as a woman, you know, with an animal as heavy as a cow, you know, without any aesthetic appeal as a cow, right?

  • Muitos sentidos para vaca (Diana)

    Termos úteis

    Xingar: ofender com palavras.

    show/hide text

    Diana: Então, iss… isso… vaca tem várias conotações aqui, porque quando uma mulher tá com raiva da outra, pode chamar de vaca como se fosse um xingamento de idiota ou burra, ou qualquer coisa assim. Agora, tem amigas que se chamam de vaca, eu não chamo nenhuma amiga minha… ih, bati no microfone… eu não chamo nenhuma amiga minha assim, mas tem muitas amigas que eu já vejo que chamam de vaca, vaquinha, como se fosse uma coisa amorosa também. Então, depende da situação, pode ser um vaca de xingamento ou um vaca de amizade, depende.

    show/hide text

    Diana: Well... vaca has many connotations here, because when a woman is mad at another, she can call her vaca as if it were an insult, like idiot or stupid or something like that. Now, there are friends who call each other vaca, I don’t call any of my friends that... oh, I hit the microphone... I don’t call any friend that, but there are many friends that I see calling vaca, vaquinha, as an affectionate thing also. So, it depends of the situation, it may be an insult or term of affection, it depends.

  • Falo sem querer (Glória e Lúcia)

    Termos úteis

     

    Pedir desculpa: demonstrar arrependimento diante de uma ofensa que tenha cometido.

    Soltar: (figurativo) falar sem querer.

    show/hide text

    Lúcia: Depende, né? Da… do momento que a pessoa tá, assim, meio chateada, e a pessoa f… é… tá agressiva com você, e a pessoa te agride… você naquele momento… você… “Sua vaca”!

    Glória: Solta,  né?

    Lúcia: Solta!

    Glória: Até sem querer.

    Lúcia: É, sem querer, você solta, né? E… depois até, você pode até pedir uma desculpa, né? Isso.

    show/hide text

    Lúcia: It depends, you know, in the moment that the person is kind of upset, and the person is aggressive with you, and the person insults you, at that moment... you... “sua vaca”!

    Glória: You blurt it out, you know?

    Lúcia: You do!

    Glória: Even unintentionally.

    Lúcia: Yeah, unintentionally, you blurt it out, you know? And... later you may even apologize, right? That’s it.

  • Não usaria nunca (Lídia)

    Termos úteis

    Galinha: ave doméstica; (figurativo) homem que assedia muitas mulheres; (figurativo) mulher que mantém relações com muitos homens.

    Porco: animal criado para consumo da carne; (figurativo) homem anti-higiênico ou antiético.

    show/hide text

    Lídia: Não, eu acho que eu nunca chamaria ninguém de “sua vaca”. Eu acho que é uma situação muito ofensiva, não? É uma coisa muito ofensiva chamar alguém de “vaca”, né? É engraçado que outro dia eu estava pensando sobre a questão dos animais, né. Por exemplo, você tem “sua vaca”, “sua galinha”, sua... que mais? “Seu porco”, né? A vaca tem... ela pode ser um animal... é... bom, etc., mas também é uma coisa assim que significa uma mulher um pouco promíscua... né... uma coisa assim co... como galinha também, né? E... isso é... é  interessante porque cada cultura tem uma concepção diferente dos animais... (...) mas... é... “sua vaca” eu não chamaria não.

    show/hide text

    Lídia: No, I think I would never call someone “sua vaca”. I think it’s a very insulting situation, right? It’s very insulting to call someone “vaca”, you know? It’s funny, the other day I was thinking about the issue of the animals, you know. For example, you have “sua vaca”, “sua galinha”, sua… what else? “Seu porco”, right? Vaca is… she may be a good animal, etc, but it’s also something that might suggest a woman who’s a bit promiscuous… you know… something similar to “galinha”, you know? This is interesting because each culture has a different concept of animals… but… no, I would not call anyone “sua vaca”.

Feiras livres e mercados

Muitos produtos, os alimentícios em especial, são encontrados tanto em supermercados quanto em feiras, montadas ao ar livre em algumas ruas da cidade.

  • Comércio aberto (Marcílio)

    Termos úteis

    Feira livre (ou feira): mercado montado na rua, num dia específico da semana, onde se vendem principalmente gêneros alimentícios perecíveis, como frutas, verduras e legumes.

    show/hide text

    Marcílio: Eu gosto mais do comércio aberto, eu ainda sou muito mais do tempo da feira livre, sabe? Eu gosto mais do… sabe, daquela coisa matinal.

    show/hide text

    Marcílio: I like open-air commerce better, I'm from the time of the farmer's market, you know? I like that... you know, that morning thing better.

  • Feira e supermercado (Eliana)

    Termos úteis

    Carrinho: pequeno veículo, empurrado manualmente, usado para transporte de objetos; no caso do vídeo, refere-se ao transporte das compras na feira.

    Hortaliças: legumes e verduras.

    Sacola: saco com alça para carregar produtos.

     

    show/hide text

    Eliana: Normalmente eu vou mais a supermercado pela comodidade, certo? Pela comodidade eu vou mais ao supermercado, mas no supermercado encontramos… é… a mesma coisa praticamente o que tem na feira: frutas, verduras, só que no… na feira nós compramos mais barato do que no supermercado, então é mais vantajoso você ir à feira. Mas a feira tem um certo desconforto porque tem você tem que tá empurrando o carrinho ou… ou carregando sacola, muita gente, né, mas tem mais opções, inclusive tem muito mais opções do que no supermercado. … A qualidade do produto… a feira tem m… é… os produtos são mais frescos, porque inclusive as hortaliças muitas vezes são colhidas no mesmo dia que elas vão pra feira, então elas são mais fresquinhas.

    show/hide text

    Eliana: I usually go to the grocery store, for the convenience, right? But at the store we find just about the same things we do at the farmer's market: fruits, vegetables, but it's less expensive at the farmer's market so it's a bigger advantage to go to the farmer's market. It's more uncomfortable, though, because you have to push the cart, or carry the bag, there are too many people, but you have more options than at the store. The produce quality... at the farmer's market the produce is fresher, the vegetables are often harvested the same day they are sold, so they're much fresher.

  • Feira: artigos frescos (Emanuel)

    Termos úteis

    À vontade: confortavelmente.

    show/hide text

    Emanuel: Porque às vezes a gente chega no supermercado e não tem coisas... digamos... fresquinhas. Tipo tomate, você chega no supermercado, o tomate tá ruim, o pimentão não tá bom... a alface, o coentro não tão legal (legais). Aí a gente vai... tem que ir pra feira. Ou às vezes acha até mais caro [no supermercado] do que na feira. E na feira a gente sempre compra mais à vontade, né?

    show/hide text

    Emanuel: Because sometimes we get to the grocery store and can't find produce... let's say... fresh. Like tomatoes, you get to the store and the tomatoes are bad, the bell peppers are not so good... Produce like lettuce, cilantro, are not so great. Then we have to go to the farmer's market. Or sometimes it costs more than at the farmer’s market. And we always shop more relaxed at the farmer’s market, you know? 

  • Não gosto não (Glória e Lucia)

    Termos úteis:

    Carrinho: pequeno veículo, empurrado manualmente, usado para transporte de objetos; no caso do vídeo, refere-se ao transporte das compras na feira.

    Sacola: saco com alça para carregar produtos.

    Suportar: tolerar, resistir à situação.

    show/hide text

    Glória: Eu não suporto feira. Não gosto de feira. Não gosto de carregar carrinho, não gosto de carregar sacola, eu vou às compras, eu mando entregar na minha casa, não carrego nada… não gosto de feira não. Acho su… uma sujeira, fica uma sujeira na rua, não gosto não.

    show/hide text

    Glória: I can't stand the farmer's market. I don't like to carry the cart, I don't like to carry the bag, I go shopping at the store and have it delivered to my house, I don't carry anything, I don't like the farmer's market at all. I think it's dirty, it makes a mess on the street, I don't like it at all.

  • Pequenas compras (Marcelo)
    show/hide text

    Marcelo: Olha, eu normalmente faço pequenas compras ou compro pr... próximo de casa ou vou a pé mesmo e compro nos mercados próximos de casa. Agora, tenho muitos amigos que compram tudo pela internet. Eles entram no website do supermercado, escolhem os produtos, fazem a lista completa, pagam com cartão de crédito e recebem em casa. É muito prático.

    show/hide text

    Marcelo: Well, I usually make small purchases close to home or I walk and shop at the grocery stores close by. Now, I have many friends who buy everything on the Internet. They go on the grocery store's website, choose the products, buy everything on their list, pay with a credit card and have it delivered at home. It's very practical.

  • Mas, brasileiro compra mesmo pela internet? (Diana)
    show/hide text

    Diana: …porque essa coisa de compra pela internet antigamente tava muito ligada à classe (às classes) A e B, são classes mais altas, assim, que só… só elas compravam pela internet, até porque só elas que tinham acesso à internet, e hoje em dia isso não é mais verdade, assim, classe (as classes) C e D cada vez mais têm acesso à internet, por vários motivos, por estar mais barato, e às vezes não têm acesso em casa, mas têm acesso em outros lugares, então eles tão cada vez mais comprando pela internet também. Então acho que o brasileiro compra bastante pela internet, mesmo assim, e isso tá crescendo cada vez mais.

    show/hide text

    Diana: ... because a while back this business of buying on the internet used to be very connected to classes A and B, the upper classes, only they would buy on the internet, just because only they had access to it, and nowadays this is no longer true, so classes C and D have increasingly more access to the internet, for a variety of reasons, because it's less expensive, and at times they might not have internet at home but go on line elsewhere, and they're also buying on the internet more often. So I think that Brazilians buy on line a lot, this is definitely increasing.

É assim que se festeja

O que não pode faltar nas festinhas brasileiras, seja um aniversário de criança, uma reunião de adultos, um churrasco ou uma feijoada, é muita animação! Conheça alguns exemplos a seguir. 

  • Cachaça e petiscos (Marcelo)

    Termos úteis

    Pastinhas: patês (cremes, consumidos em geral com pães, biscoitos etc.). 

    show/hide text

    Marcelo: Quando eu dou uma festa na minha casa, o fundamental é ter bastante bebida, então cerveja, gelo, cachaça com limão pra fazer caipirinha são fundamentais. E também compro umas pastinhas e uns pães pro pessoal comer. É isso.

    show/hide text

    Marcílio: When I have a party at home it's very important to have lots of drinks, so beer, ice, cachaça and limes to make caipirinha are fundamental. I also buy some spreads and bread for my guests. That's it.

  • Festas de adulto e de criança (Letícia)

    Termos úteis

    Beijinho: docinho brasileiro feito com leite condensado e coco, em formato de bolinha.

    Brigadeiro: docinho brasileiro feito com leite condensado e chocolate, em formato de bolinha.

    Cajuzinho: docinho brasileiro feito com leite condensado e que possui duas versões: no Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, a massa é feita com amendoim torrado e moído, e possui formato de castanha de caju; no Norte e Nordeste, a massa é feita da polpa do caju.

    Cave: vinho italiano da região do Lácio, em Roma.

    Couve: planta comestível com folhas grandes e longas.

    Feijoada: prato típico da culinária brasileira, feito com feijão e partes do porco, geralmente acompanhado por arroz, couve (verdura) cozida, farofa e torresmo (gordura da pele do porco frita).

    Linguiça: carne de porco misturada com temperos e colocada dentro da tripa sob forma delgada, semelhante à salsicha.

    Pãozinho de sal: pão francês.

    Pé de moleque: doce de amendoim torrado misturado com rapadura, que é feita a partir da fervura do caldo da cana-de-açúcar.

    Prosecco: vinho branco italiano, da região de Veneto.

    show/hide text

    Letícia: Bom, festa… Quem não gosta de festa, né? Todo mundo gosta de festa. Aqui quando… é… a… a temporada que a gente tá aqui em… em… nos Estados Unidos a gente tenta fazer comidas bem brasileiras pra chamar nossos amigos. Então recentemente, por exemplo, nós fizemos uma feijoada. E na lista… de… é… de supermercado, né, pra essa festa não pôde faltar… é… uma boa couve pra fazer, não pôde faltar… é… é… queijo pra servir no início. A gente comprou uma linguicinha defumada, tava na lista, um pãozinho de sal também pra servir antes assim, aquele pãozinho de sal com  aquela linguicinha, fizemos a feijoada. Não pode faltar cerveja, talvez até um vinho… é… mas acho que cerveja combina melhor com feijoada. Então isso na… né… se for uma feijoada. Uma festa mais à noite, se a gente faz um jantar, a gente tenta… é… eu gosto muito de fazer, por exemplo, um risoto de camarão com rúcula. Aí também não pode faltar o queijo, não pode faltar um vinho, um bom vinho, vinho tinto… é… se for um risoto de camarão a gente pega um vinho branco, um Prosecco, uma Cave, uma coisa assim, não pode faltar na nossa lista. Agora… a gente tem filha pequena, então… aniversário de criança. Festa de criança, e mesmo aqui nos Estados Unidos, não pode faltar brigadeiro, festa das minhas meninas tem que ter brigadeiro. E eu gosto do brigadeiro preto, mas também não pode faltar na lista o beijinho, que é o brigadeiro com coco. Não pode faltar, se der, um cajuzinho também e um pé de moleque.

    show/hide text

    Letícia: So, party... who doesn’t like a party, right? Everyone loves a party. When we’re here in the United States we try to cook Brazilian foods and invite our friends. So, recently, for example, we had a feijoada. And on the grocery list for this party we had to have some collard greens, some cheese to serve before. We bought some smoked sausage, that was on the list, also some French bread to serve before, the bread with the sausage; we prepared the feijoada. We have to have some beer, maybe even some wine, but I think beer goes better with feijoada. So that is for a feijoada. For an evening party, if we have a dinner, we try... I like to make, for example, a shrimp and arugula risotto. In this case we need to have some cheese, we need to have wine, some good wine, red wine... and if it’s a shrimp risotto we need to have some white wine, Prosecco, Cave, we need to have things like that on our list. Now, we have little kids, so... a kid’s birthday party. A kid’s birthday party, even here in the United States, we need to have brigadeiro, we have to have brigadeiro at my girls’ birthday parties. I like the dark brigadeiro, but we also have to have beijinho on the list, which is the brigadeiro with coconut. If possible, we need to have cajuzinho and pé-de-moleque [peanut brittle] as well.

  • Festa no interior (Heloísa)

    Termos úteis

    Bagunça: o mesmo que desordem, confusão.

    Beijinho: docinho brasileiro feito com leite condensado e coco, em formato de bolinha.

    Bem-casado: docinho brasileiro feito à base de farinha, açucar e ovo, recheado de doce de leite ou geléia.

    Bexiga: balão de ar, de diversas cores, usado na decoração de festas infantis.

    Brigadeiro: docinho brasileiro feito com leite condensado e chocolate, em formato de bolinha.

    Cachorro-quente: sanduíche feito com pão e salsicha.

    Cajuzinho: docinho brasileiro feito com leite condensado e que possui duas versões: no Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, a massa é feita com amendoim torrado e moído, e possui formato de castanha de caju; no Norte e Nordeste, a massa é feita da polpa do caju.

    Interior: região mais voltada para dentro do país ou do estado, longe da capital.

    Olho de sogra: docinho brasileiro feito com beijinho e ameixa.

    Refrigerante: bebida gelada gaseificada, com diversos sabores.

     

    show/hide text

    Heloísa: Bom… hã… quando eu era criança, como eu nasci no Carnaval, então eu sempre viajava pro interior, e os meus aniversários eram no interior de São Paulo. Então a gente se reunia na casa da minha avó e toda a criançada da vizinhança…. a minha avó decorava a ca… a casa com bexiga… hã… então ela… ela é que fazia o bolo de aniversário, e tinha sempre também brigadeiro, tinha cajuzinho, tinha beijinho. Às vezes também… é… o bem-casado, olho de sogra, né? Só que o preferido das crianças, o meu, pelo menos, era o brigadeiro. E então as crianças iam… ah, a minha avó fazia cachorro-quente também. E tinha refrigerante, e a gente ficava brincando, fazendo bagunça pela casa, tinha música infantil, era bem legal.

    show/hide text

    Heloísa: Well, when I was a kid, since I was born during Carnaval, I always traveled to the interior, and my birthdays were celebrated in the interior of São Paulo. So we would get together at my grandma’s house and all the kids in the neighborhood... my grandma would decorate the house with balloons, so she... she would make the birthday cake and there was always brigadeiro, cajuzinho, beijinho. Sometimes there was also bem-casados, olho de sogra, you know? But the kids’ favorite, or at least my favorite, was brigadeiro. So the kids would go... ah, my grandma would also make hot-dogs. And we would have soda, and we would play, make a mess around the house, we would have children’s songs playing, it was really cool.

  • Muita descontração (Renata)

    Termos úteis

    Asinha de frango: asa do frango servida assada ou frita.

    Dar risada: sorrir bastante; gargalhar.

    Descontração: momento de relaxamento, sem tensões.

    Despojadamente: sem posses ou enfeites, naturalmente.

    Quintal: terreno geralmente localizado nos fundos da casa, para ser usado como pátio, horta ou jardim.

    show/hide text

    Renata: Churrasco é uma coisa ótima! Eu acho que churrasco é… é uma… um pretexto pra gente… é… se reunir com pessoas que a gente gosta, quando a gente quer se divertir, se distrair, né? É… comer bem, despojadamente, sem… né… sei lá, cê pode ir num restaurante, ou cê pode até ir numa churrascaria, mas é diferente quando cê se junta num quintal, ou no jardim de alguém e… vamos lá comer, e a gente come asinha de frango com a mão, sem problema, e todo mundo dá risada, toma sua cerveja… É um lugar de descontração que você geralmente tá com seus amigos e tá tendo um momento de alegria assim.

    show/hide text

    Renata: Churrasco is great! I think churrasco is an excuse to get together with people we like, when we want to have fun, you know? It is... eating well, informally, without... I don’t know, you can go to a restaurant, or even go to a churrascaria but it’s different when you gather at someone’s backyard and go eat there, and we eat chcken wings with our hands without a problem, everyone laughs, drinks their beer, it’s a place of relaxation when you’re usually with your friends and having a happy moment like that.

  • Todo mundo participa (Glória e Lúcia)

    Termos úteis

    Bate-papo: conversa descontraída, animada.

    Churrasqueira: local onde se assa o churrasco.

    Combinar: ato de se reunir e estar de acordo para fazer algo.

    Espetar: furar a carne com espeto antes de colocar na grelha.

    Gelar: fazer ficar muito frio, gelado.

    Linguiça: carne de porco misturada com temperos e colocada dentro da tripa sob forma delgada, semelhante à salsicha.

    Parente: membro da família.

    Vigiar: observar de maneira bem atenta.

    show/hide text

    Lúcia: Só uma comemoração, por exemplo… de um aniversário de um amigo ou então de um parente que... que a gente está junto, aí combina todo mundo: vamos fazer um churrasco? Um bate-papo, é… isso.

    Glória: É um modo prático de você reunir as pessoas, e as pessoas participarem junto com você da… da… do que você tá fazendo. Um espeta a linguiça, o outro espeta a carne, um corta…

    Lúcia:  A asa do frango…

    Glória: O outro vigia a churrasqueira, o outro bota a bebida pra gelar, então todo mundo trabalha, todo mundo ajuda e participa da festa ao mesmo tempo. Então o churrasco é muita carne, muita linguiça, muito frango…

    Lúcia:  Muita cerveja…

    Glória: Muita cerveja, muito sol, piscina…

    show/hide text

    Lúcia: It’s just a celebration, for example... of a friend’s birthday or of a relative that... that we are together, and everyone decides: let’s have a churrasco? A chat... that’s it.

    Glória: It’s a practical way to gather people and they participate with you in what you’re doing. One puts the sausage on a stick, the other puts the meat on a stick, the other cuts it...

    Lúcia:  The chicken wing…

    Glória: The other watches the grill, the other keeps the drinks cold, so everyone works, everyone helps and participates at the party at the same time. So churrasco means a lot of beef, a lot of sausage, a lot of chicken...

    Lúcia: A lot of beer, sun and pool...

  • Uma boa desculpa (Letícia)

    Termos úteis

    Desculpa: o mesmo que pretexto, um motivo inventado que se alega para fazer algo, mas que encobre a verdadeira razão de se fazer ou deixar de fazer uma coisa.

    Farofinha: prato feito à base de farinha de mandioca torrada, que pode ser misturada com ovo, azeitona e pedaços de carne, para comer acompanhando o churrasco.

    Linguiça: carne de porco misturada com temperos e colocada dentro da tripa sob forma delgada, semelhante à salsicha.

    Lombinho: região do lombo do porco, próxima às costelas, consumida assada.

    Muçarela de trancinha: queijo macio e esbranquiçado, que tem formato entrelaçado.

    Picanha: parte do traseiro do boi, consumida assada.

     

     

    show/hide text

    Letícia: Bom, o churrasco. O que… o que é um churrasco, né? Churrasco é acima de tudo uma oportunidade pros amigos se encontrarem. Então a gente chama os amigos em casa, a gente assa aquela carne gostosa, uma picanha. Tem que gostar de carne, claro. Ninguém vai  a churrasco pra não comer carne, então tem que ter uma carne, tem que ter uma farofinha, tem que ter uma linguiça gostosa. Eu adoro um… uma muçarela de trancinha também… é… no churrasco, um lombinho… é… mas o mais importante é os amigos tarem (estarem) com a gente, né? É a gente poder fazer… ter aquela oportunidade… é uma desculpa pra gente encontrar com as pessoas que a gente gosta.

    show/hide text

    Letícia: Well, churrasco. What... what is a churrasco, right? Churrasco is above all an opportunity for friends to get together. So we invite friends to our house, we grill some tasty meats, a picanha. You have to like meat, of course. No one goes to a churrasco to not eat meat, so we have to have some meat, we have to have a farofinha, we need to have some tasty sausage. I love some mozzarella, some pork loin... the most important is to have the friends around us, right? It’s having the opportunity, an excuse to meet the people we like.